segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Mais uma vez

Era, assim, mais uma vez
A mesma vez, um "era pra sempre"
Mesmo com todos os mesmos sinais 
Mesmo sem nenhum daqueles sinais
A vez foi vivida como a única, mais uma vez
- Querida, me perdoe, a vida não é aquela
- Querida, me perdoe, a vida não é essa
Para sempre, e mais uma vez, a voz é a mesma:
- Querido, me perdoe, mas essa vida é pra sempre

Nenhum comentário:

Postar um comentário